As métricas-chave do seu negócio

Você sabia que o uso de métricas pode possibilitar o melhor gerenciamento e monitoramento do seu negócio? Com a utilização desse recurso, você poderá verificar os resultados de sua empresa e analisar o que pode ser melhorado!


Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos o que são as métricas e quais os seus principais tipos. Continue a leitura para começar a entender melhor o andamento de seu negócio agora mesmo!

Afinal, o que são métricas?

De acordo com um dos pais do conceito de web analytics, Avinash Kaushik, uma métrica é simplesmente um número. No contexto das organizações, esses números podem fazer referência a inúmeros aspectos, com o objetivo de fazer a mensuração de resultados.


Por exemplo, por meio de métricas é possível avaliar a performance de um time de vendas ou analisar o engajamento do público-alvo em uma campanha de marketing.

É possível, ainda, avaliar o retorno sobre o investimento em diversos tipos de iniciativas, como ações de vendas e lançamentos de produtos.


Mas qual é exatamente o objetivo da apresentação desses resultados através de métricas?


A utilização das métricas de negócios permite que gestores tenham uma compreensão mais aprofundada da situação de uma empresa.”


A partir da análise desses números, é possível monitorar o funcionamento ou identificar problemas em um negócio. Mediante as métricas, os gestores também podem identificar tendências, antecipando-se a cenários a fim de obter maior vantagem competitiva as empresas das quais fazem parte.


Dito de outro modo, essas análises possibilitam insights e tomadas de decisão mais assertivas, contribuindo com a melhoria dos processos de uma organização e otimizando os investimentos e as aplicações dos recursos disponíveis.

Quais os benefícios do uso de métricas pelas empresas?

Agora que você já sabe o que são métricas, podemos indicar de modo claro quais são os benefícios que elas podem propiciar para as empresas. Acompanhe!


Ajuda a avaliar estratégias

As análises feitas a partir de métricas possibilitam a identificação de pontos fortes e fracos das estratégias e ações colocadas em prática, viabilizando a otimização delas.


Melhora o ROI

O uso de métricas melhora o retorno sobre os investimentos realizados, na medida que permite aos gestores adquirir novos recursos e ferramentas somente quando elas são necessárias ou quando apresentam como um diferencial competitivo.


Auxilia na identificação de problemas

A análises dos dados apresentados nas métricas facilita a identificação de gargalos em operações e processos. Com essa informação em mãos, os gestores podem tomar medidas para otimizar os pontos que apresentam problemas.


Ajuda a reter clientes

Existem métricas específicas que ajudam os administradores a entender o comportamento consumidor dos clientes de uma empresa e seu índice de satisfação.

A partir desses dados, é possível otimizar as estratégias de relacionamento com o intuito de fidelizar ou reter os clientes por mais tempo.


Mais foco

Uma constante utilização das métricas evita que os gestores percam de vista os objetivos e metas de uma empresa. Dessa forma, pode-se manter o foco nas necessidades e demandas do mercado e dos clientes.

Quais são os tipos de métricas mais importantes para empresas?

É fundamental, também, que você conheça os tipos de métricas que podem ser aplicadas a uma empresa. Em outras palavras, é a partir desse conhecimento que você poderá entender como se dá a utilização das métricas na prática. Abaixo, indicamos algumas delas. Confira!

Métricas de desempenho

As métricas de desempenho, dizem respeito a performance de um negócio. A partir delas, administradores podem fazer um diagnóstico completo acerca dos aspectos qualitativos e quantitativos que refletem a situação de uma empresa. Veja!


Faturamento

Essa métrica pode ser calculada por meio da multiplicação da quantidade de vendas pelo preço unitário dos produtos vendidos. O faturamento bruto revela quanto uma determinada empresa é capaz de faturar em um período x de tempo.


Ticket médio

Por meio do ticket médio, você conseguirá ver o quanto seus clientes costumam gastar cada vez que fecham uma compra em sua empresa. Esse valor pode ser calculado dividindo-se o número de vendas pelo faturamento em um período x.


Lucratividade

A lucratividade permite entender quanto de lucro líquido uma empresa fatura em um determinado período. Ou seja, a lucratividade é a parte do faturamento que não está comprometida com o pagamento de despesas.


Ponto de equilíbrio operacional

A partir da análise dessa métrica, é possível verificar qual é o faturamento bruto necessário para manter a empresa funcionando de maneira adequada. Ela serve para estabelecer metas mínimas e evitar riscos à sobrevida de um negócio.

Métricas de receita

Com as métricas de receita, você pode verificar se o retorno sobre os investimentos realizados em diversas áreas está à altura do planejado. Veja algumas delas abaixo!


ROI

Também conhecida como retorno sobre investimento, essa métrica representa os resultados obtidos a partir de um investimento em uma ação específica. Essa ação pode ser, por exemplo, uma campanha de marketing ou a adoção de uma nova tecnologia.

Explicando de outra forma, o ROI revela o quanto de dinheiro uma organização lucrou ou perdeu em relação a uma soma investida.


Lifetime Value (LTV)

O LTV representa o valor que um cliente tem para uma empresa durante seu tempo de relacionamento com ela. Em outras palavras, o lifetime value corresponde ao valor total das compras que um cliente realizou em uma empresa enquanto permaneceu ativo.

Para calcular essa métrica basta multiplicar o tempo médio de retenção de clientes pelo ticket médio.


Custo de aquisição por cliente (CAC)

Essa métrica reflete o investimento médio feito por uma empresa para conquistar cada cliente.

A importância disso é clara.: se o valor investido em ferramentas e mão de obra para conseguir novos clientes for superior ao lucro obtido por meio das vendas, isso significa que o CAC precisa ser reduzido.

Ou seja, o ideal é que os custos de uma empresa com recursos para aquisição de novos clientes sejam inferiores ao valor que esses mesmos clientes compram com ela.

Outras métricas e indicadores fundamentais para empresas

Além das métricas que indicamos acima, há, ainda, outras que não podem ser ignoradas. Na sequência, indicamos quais são elas.


NPS

Por meio dessa métrica, é possível o nível de satisfação dos clientes no que concerne a aspectos diversos de uma empresa, como atendimento, produtos e serviços.

Pode-se calcular esse indicador fazendo uma subtração entre as taxas de clientes satisfeitos e insatisfeitos.


Churn rate

Também conhecida como taxa de rejeição, o churn indica a taxa de abandono ou de cancelamento na base de clientes de uma empresa.


“Geralmente, taxas de rejeição muito altas tendem a impactar diretamente no faturamento de um negócio. Por isso, é fundamental monitorar essa métrica e verificar as possíveis causas de um eventual aumento do churn.”


Turnover

O turnover mede a taxa de rotatividade de funcionários em uma empresa. Ou seja, é mediante essa métrica que se pode calcular o índice de demissões e admissões em determinado período de tempo.

Métricas: uma forma precisa de avaliar a saúde do seu negócio!

À essa altura, você já deve ter concluído que esses indicadores possibilitam a realização de diagnósticos completos em uma empresa. De fato, com o uso de métricas, você terá mais segurança para tomar decisões e resolver problemas a partir de suas causas.

Quais métricas você utiliza para avaliar e monitorar a situação de sua empresa?

© 2020 por XPBOARDS. Um produto LongView. Todos os direitos reservados. Política de privacidade