Entenda as diferenças entre BI e Dashboards

A semelhança entre os conceitos de business intelligence e dashboard faz com que muita gente confunda os dois termos. De fato, é muito comum que os painéis sejam considerados uma ferramenta de BI entre tantas outras.


Embora essa confusão seja justificável, o fato é que as diferenças entre esses dois conceitos são bastante nítidas. Nesse artigo, vamos explicá-las uma a uma, em detalhes, Confira!

O que é Business Intelligence?

Antes de qualquer coisa, precisamos que você entenda o que é BI. Esse conceito concerne aos processos de coleta, armazenamento e análise de dados e indicadores úteis ao gerenciamento de um negócio.

É importante que fique claro que a inteligência de negócios (como se costuma traduzir BI) não é uma ferramenta específica, sendo um termo muito mais abrangente.

De fato, esse termo engloba um conjunto de ferramentas e técnicas, que dependem do uso de aplicações robustas, capazes de integrar dados precisos e entregá-los para os gestores.


“No que diz respeito ao objetivo da aplicação de BI nas empresas, esse é bem simples: proporcionar uma visão clara e abrangente de todo o funcionamento de uma organização com o intuito de facilitar a tomada de decisão.”


Para que se tenha uma ideia do Business Intelligence, ele pode ajudar as empresas analisar o comportamento de clientes, otimizar operações e processos e identificar maneiras de reduzir as despesas com materiais.

O BI propicia análises de mercado com vistas à identificação de oportunidades e tendências.

Como exemplos de Business Intelligence, podemos mencionar:


  • Mineração de dados;

  • Análise descritiva;

  • Análise preditiva.


Para que você entenda melhor o que é BI, explicamos em mais detalhes cada um desses conceitos no tópico a seguir. Acompanhe!

Tipos de Business Intelligence

Mineração de dados

Também conhecido como data mining, essa técnica consiste na identificação de padrões ou anomalias em análises dados com o objetivo de identificar oportunidades e possíveis riscos ou gargalos.


Análise descritiva

Essa análise costuma ser feita quando as circunstâncias exigem uma tomada de decisão mais imediata. Como exemplo, podemos citar as análises de crédito realizada pelos setores financeiros ao fazer um faturamento.


Análise preditiva

A análise preditiva tem como objetivo entender os cenários futuros gerados por determinada estratégia ou ação da empresa. Ela é muito utilizada, por exemplo, para avaliar a viabilidade de um produto.

As diferenças entre BI e Dashboard

Agora que você já sabe o que é BI, podemos apontar quais são as principais diferenças entre esse conceito e o de dashboard.


Analisaremos essas diferenças no que diz respeito a alguns aspectos fundamentais, como objetivos, importância e utilização prática. Confira nos tópicos a seguir!

Business Intelligence x dashboards #1: a distinção entre os conceitos

Conforme já explicamos, o BI não pode ser entendido como uma ferramenta de análise de dados. Isso porque esse conceito é muito mais abrangente, referindo-se, também, à coleta, organização e envio dos dados de maneira estratégica para as pessoas que devem utilizá-los.

Ademais, o business intelligence se refere não a uma, mas a várias ferramentas e técnicas, como salientamos antes.


Ao contrário, os dashboards são ferramentas específicas, desenvolvida com base em dados previamente coletados. É importante dizer, ainda, que os painéis, como também são conhecidos os dashboards, foram desenvolvidos para atender a uma demanda específica. Explicaremos esse ponto no tópico a seguir. Veja!

Business Intelligence x dashboards #2: as diferenças entre as funções

Há, também, algumas diferenças entre as funções assumidas pelo BI e pelos dashboards.

A utilização de Business Intelligence abrange algumas etapas, que coincidem com suas funcionalidades.


De fato, o conjunto de técnicas e ferramentas englobadas pelo BI permitem a coleta, a estruturação e a organização sistemática de informações em bancos de dados.

Diferentemente disso, a principal função de um dashboard é apresentar visualmente dados de extrema relevância para um negócio de maneira sintética e objetiva, em uma plataforma.

Business Intelligence x dashboards #3: as diferenças entre os objetivos

Os principais objetivos do BI são propiciar uma tomada de decisão mais assertiva e ágil.

Em suma, trata-se de um processo de coleta e organização de grandes quantidades de dados, de maneira a viabilizar a utilização prática das informações obtidas.

Com essas informações em mãos, os gestores podem ter um conhecimento mais aprofundado da situação de uma empresa, identificando possíveis riscos e oportunidades.


Todo o processo que envolve o Business Intelligence pode gerar relatórios, a partir dos quais podem ser criados dashboards.


Os painéis, por sua vez, têm como objetivo principal fazer uma apresentação de dados mais “enxuta”. Dessa forma, agiliza-se a leitura e a interpretação das informações.


Com a utilização dos dashboards, gestores podem fazer escolhas, tomar iniciativas e identificar possíveis problemas em apenas alguns minutos. Os painéis também são extremamente uteis para fornecedor dados que auxiliam na tomada de decisão.

Business Intelligence x dashboards #4: para quem essas ferramentas são destinadas?

Cada uma dessas ferramentas pode ser utilizada por profissionais de níveis hierárquicos distintos. As ferramentas de Business Intelligence, por exemplo, costumam ser utilizadas pelos gestores de empresas. Isso porque muitos dos dados distribuídos em BI são confidenciais e estratégicos, não tendo nenhuma utilidade direta para o trabalho das equipes operacionais.


Além disso, o gerenciamento das ferramentas de BI exige conhecimentos específicos.

Ao contrário, os dashboards apresentam dados de maneira bastante simplificada, facilitando a visualização e o entendimento. Por isso, eles também podem ser utilizados pelos profissionais das equipes, como as de atendimento e vendas.


É importante salientar, também, que os dashboards podem ser personalizados com dados relevantes para cada setor.


“Aliás, a própria criação desses painéis pode contar com a participação das equipes, o que assegura que as ferramentas tenham as informações que são realmente relevantes para a compreensão de cada setor.”


Ademais, essa é uma forma de engajar as de todos os setores equipes nos objetivos e metas das empresas.

Business Intelligence x dashboards #5: diferenças na utilização

Às diferenças entre os profissionais que usam essas ferramentas corresponde uma distinção em sua utilização prática, no cotidiano das organizações. Por exemplo, o uso do BI exige análises mais cuidadosas, o que pode demandar mais tempo. Isso porque as diversas ferramentas englobadas pelo Business Intelligence não entregam dos dados prontos para serem usados.

É preciso, antes, filtrar e organizar o grande número de dados coletados. Somente após isso, passa-se às análises.


Já os dashboards apresentam as informações de maneira bastante dinâmica e simplificada, o que permite que elas sejam acessadas a qualquer momento.

Além disso, a maioria dessas plataformas podem ser acessadas em qualquer dispositivo, seja ele móvel ou não. Ou seja, elas são bem mais acessíveis do que as ferramentas de BI, as quais são de uso restrito.

Business Intelligence e Dashboards: tecnologias que são diferenciais competitivos para qualquer empresa

Embora sejam conceitos bem diferentes, devemos dizer que essas tecnologias podem e devem ser utilizadas em conjunto.


De fato, o investimento em Business Intelligence e dashboards pode melhorar muito o processo de tomada de decisão e a disponibilidade de informações relevantes para um negócio.

E você, já adota uma ferramenta de BI ou os dashboards em sua empresa?

© 2020 por XPBOARDS. Um produto LongView. Todos os direitos reservados. Política de privacidade